Diagnósticos da esclerose múltipla

O diagnóstico possível e provável dependerá da experiência do neurologista que, auxiliado por exames para-clínicos pertinentes, tais como: Ressonância Magnética, líquido cefalorraquidiano, potenciais evocados e outros, chegará ao diagnóstico definitivo, sem praticamente precisar do exame anátomo-patológico.

Atualmente, o exame mais eficaz para reconhecer a esclerose múltipla é a ressonância magnética. Com ele, são notadas as lesões que surgem no sistema nervoso.

Na imagem abaixo, as manchas brancas acusam as regiões do cérebro afetadas pela doença.

Depoimentos

Depoimentos

Depoimentos e história de vida de nossos portadores

Veja mais

Fotos

Fotos

Acesse e veja as fotos de nossos eventos e festas

Veja mais

Videos

Videos

Veja os vídeos de nossa associação

Veja mais

Associações

Associações

Associações de esclerose múltipla em outras cidades

Veja mais

Apoio:

Sindipetro
Biogen

© 2010 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por Rafael Salgueiro e Mantido por Luciana Oliveira Forte